quarta-feira, outubro 12, 2005

Como gosto de entrar em polémicas que não existem, vou explicar o porquê do meu slogan.

É simples. No dia 19 de Março de 2005, dia em que pus online o primeiro podcast que alguma vez fiz, ainda nao tinha descoberto qualquer outro português a fazer o mesmo.

No entanto, depois de uma conversa com o Luis Alves do “Armário das Calças”, concluimos que ele tinha feito mais do que uma experiência em Dezembro. Na altura, a página era o "Música Na Rede", mas já está off-line. Infelizmente, não fez publicidade às experiências e, depois disso, só continuou em Abril.

Na mesma semana em que fiz o primeiro programa, sugeri ao Amadeu e à Mafalda, dois terços do Radiologia, que disponibilizassem os seus programas semanais na RIIST em formato podcast. Infelizmente, parece que o Radiologia também ficou pelo caminho, não sendo actualizado há alguns meses. Adição: parece que não ficaram pelo caminho, apenas não têm "postado" os mp3. E antes de eu lhes dizer seja o que fôr, o David (a outra terça parte do programa) já tinha sugerido o formato podcast.

Assim, parece-me que este é o podcast que “emite”, practicamente ininterruptamente, há mais tempo, sendo a unica dúvida a de manter este slogan ou mudar para “Since 03/2005”.

4 comentários:

No Pants Jimmy Jamma disse...

Bom trabalho neste texto, esperemos que acabe de vez com as dúvidas do pessoal.
Pela minha parte, voto a favor de manter o slogan como está. Nunca considerei os meus programas experimentais como podcasts a sério, foram mesmo só experiências para meia dúzia de pessoas se divertirem um bocado. Daí terem sido lançados numa página á parte.
Como tal, pelo que me diz respeito, oficialmente o podcast do Armário das Calças só surgiu depois do BB.
Em suma:
Sealed & Approved, pode seguir... ;)

David disse...

Podia-se falar do Íntima Fracção na Rádio da ESE de Coimbra como sendo uma espécie de Podcast, mas agora está na RUC e portanto não pode ser considerado um podcast... mas houve aqui experiências... Mas nisto, o primeiro ou o último, o que interessa é que esteja com actividade regular e a dar música pela barba aos prós..

Um abraço

zedascouves disse...

De certeza que experiências houve muitas, mas só considero "podcasts" aqueles que têm feed, senão é apenas um ficheiro mp3.

Mafalda disse...

Dois apontamentos: nós não ficámos pelo caminho. Apenas não temos postado os ficheiros mp3 no blog. Além disso, o David, assim que soube do programa da riist , sugeriu o formato podcast...a conversa contigo só confirmou a minha ideia de que isto era a "futura" rádio.

That being said, volto para a reclusão na cave da rua cidaded de manchester.